PDF Imprimir E-mail

Ética no Uso Animal


A anatomia comparativa dos vertebrados revela sinais de processos ocorridos ao longo da evolução. A dissecação cuidadosa, com respeito aos preceitos éticos, e o emprego de técnicas de microdissecação e documentação fotográfica, permite a observação detalhada das estruturas orgânicas. O cuidado estético valoriza as peculiaridades e a beleza intrínseca dos diferentes organismos animais e perpetua, em imagens, os seres que foram mortos em nome do conhecimento científico.

 

SEBBEN, A. 2007. Microdissecação fisiológicas a fresco: uma nova visão sobre a anatomia de anfíbios e répteis. In: Herpetologia no Brasil II, 2007. pp. 311-325.

 

 

 

Em 2008, foi sancionada a Lei Nº 11784/2008, também chamada de Lei Arouca, que, juntamente com o Decreto  Nº 6899/2009 estabelecem os procedimentos para uso científico de didático animais.

Em sintonia com a legislação atual, o LACV vem produzindo material didático com objetivo de complementar o ensino, reduzir o uso de animais em aulas e possibilitar o acesso de estudantes de cursos presenciais e a distância à informação. 



Links de interesse:


Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (CONCEA)


Colégio Brasileiro de Experimentação Animal (COBEA)


Comissão de Ética no Uso Animal - CEUA-UnB


Manual de Utilização de Animais - FIOCRUZ


Australian code of practice for the care and use of animals for scientific purposes

Última atualização em Seg, 18 de Fevereiro de 2013 20:11